Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Mãe de duas estrelinhas

Mãe de duas estrelinhas

17.Jul.18

A vida seguiu e nós decidimos ser felizes

Photo by Luís Ala

 

 

Estou de volta à escrita. Casada. Feliz. Com um texto de "reflexão". De partilha e agradecimento. 

Quando tomámos a decisão de casar tinham passado poucos meses desde que as nossas estrelinhas tinham partido. O plano inicial sempre foi casar, mas com a vinda delas seria casamento e batizado. Mas o plano alterou-se. De facto fazer planos não é connosco. Após a nossa decisão pensei algumas vezes se seria o mais correto. Não que tivesse alguma dúvida do que sentia, do que queria para a minha vida. Tinha e tenho a certeza que é o meu amor para a vida toda. Mas pelo que as pessoas podiam pensar. Precisamente por ter passado pouco tempo.

 

Aos poucos esses pensamentos foram desaparecendo. Com alguma ajuda é certo. Pois às vezes é necessário reflectir , desbloquear alguns fantasmas, alguns episódios passados, mas nem sempre é fácil fazê-lo sozinha. E hoje tenho a certeza que tomámos mesmo a decisão correta. Cada pessoa tem o seu timing. Não há uma forma linear de fazer o luto. Não há um único dia que não pense nas minhas estrelinhas. É impossível isso acontecer. Foram elas que me fizeram mãe pela primeira vez. E vivemos momentos que ficam para sempre. Na memória e no coração. E aprendemos que não tem mal lutar pela nossa felicidade. A vida continuou o seu caminho, e nós tivemos de entrar novamente na estrada. E com uma certeza. A certeza que estejam onde estiverem , as nossas estrelinhas iriam querer que nós fossemos felizes. E nós acreditámos e acreditamos que há coisas boas que nos estão reservadas. E que merecemos. Ser felizes.

 

O nosso dia foi prova disso mesmo. Prova de que há coisas boas a viver. Prova de que temos ao nosso lado a melhor família e os melhores amigos do mundo. Que lá estiveram a partilhar o dia connosco. Pois , tal como nós, acreditaram que também merecemos ser felizes, e quiseram fazer parte de um dia tão especial para nós.

E assim foi. Um dia tão especial que sempre que o recordo sorrio. E foi disso que o dia foi feito. Sorrisos e lágrimas. Muitas lágrimas. De saudade. De felicidade. E muitos abraços. Tão quentinhos . O que contrastou com o tempo, que de quente teve pouco. Valeu-nos o amor. De todos os que tiveram presentes. O amor aqueceu o dia e tornou-o inesquecível.

 

E confirmo os clichés. "Aproveita o dia que passa a correr","No teu casamento não comes nada" e "Não vais conseguir dar atenção a toda a gente". Se fazia alguma coisa diferente ? Sim. Mas muito pouco. 

 

Foi mesmo um dia feliz. E sinto que o vivi intensamente. Como os momentos merecem ser vividos. 

 

"O valor das coisas não está no tempo que elas duram, 

mas na intensidade com que acontecem. 

Por isso existem momentos inesquecíveis,

 coisas inexplicáveis e pessoas incomparáveis." 

 

No fim do dia, de onde menos esperávamos, ouvimos as seguintes palavras : 

" O luto é uma merda, mas o que vocês fizeram foi lindo e eu admiro-vos". 

Valeu a pena. Sem dúvida. 

 

E agora , que seja um amor para a vida toda. 

 

 

Sara 

2 comentários

  • Imagem de perfil

    SaraCalão 21.08.2018 02:32

    Obrigada :)
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.